saltar para conteúdo

Área Social

Rua D. João nº57, Quinta Olinda
9054 - 510 Funchal
Madeira Portugal
Telefone: 291 705 860
Telemóvel: 961 133 120
Email: dar.dre@madeira-edu.pt

 

 

Área Social

A intervenção social visa prestar apoio às famílias de crianças, bem como a jovens e adultos com necessidades especiais e suas famílias, com o objetivo de colmatar fragilidades sociais.
Área Social

Quem somos

A intervenção social visa prestar apoio às famílias de crianças, bem como a jovens e adultos com necessidades especiais e suas famílias, com o objetivo de colmatar fragilidades sociais (situações de carência económica; dificuldades de estruturação e organização familiar; problemáticas de alcoolismo / toxicodependência; problemáticas de violência física e/ou psicológica; situações de desemprego; problemas habitacionais, entre outras).
Este trabalho é desenvolvido em parceria com outros organismos públicos e/ou privados, por forma a promover a inclusão familiar, escolar e social dos alunos, utentes e formandos, acompanhados pelas equipas de educação especial da Direção Regional de Educação (DRE).

A intervenção tem como finalidade melhorar a qualidade de vida dos utentes e das suas famílias, fomentando a sua participação ativa na identificação de necessidades e na resolução dos seus problemas e envolvendo-as nos processos de inclusão, enquanto cidadãos informados, responsáveis e com capacidade de decisão.

Na DRE, os técnicos das áreas sociais integram as equipas de Educação Especial. A sua intervenção ocorre na sequência de uma solicitação para intervenção efetuada nos Serviços da DRE (ver tabela: Equipa/onde estamos), sendo o processo iniciado habitualmente por uma avaliação diagnóstica da situação do aluno/utente/família.

 O que fazemos

Os técnicos das Áreas Sociais trabalham sempre em colaboração com as famílias e com todos os elementos das equipas de educação especial e do ensino regular, bem como com outros serviços da comunidade, designadamente, Habitação, Saúde, Segurança Social, Comissões de Proteção de Crianças e Jovens, Autarquias, Instituições Particulares de Solidariedade Social, Entidades Formadoras e Empregadoras Públicas ou Privadas, entre outras.

Âmbitos de Intervenção

  1. Intervenção Social com utentes e famílias
  • Identificar situações sociais que possam comprometer o processo de aprendizagem e formação dos utentes que frequentem os Serviços Técnicos de Educação (para a Deficiência Intelectual e Motora, Sócio-educativo de Apoio à Deficiência Profunda, e de Formação Profissional) e os Centros de Recursos Educativos Especializados (CREE`s) – o apoio às escolas da região é facultado através de um Centro de Recursos Educativos Especializados (CREE) de âmbito concelhio;
  • Proceder à intervenção social no âmbito das necessidades especiais;
  • Emitir pareceres e elaborar estudos e relatórios sociais;
  • Estabelecer a articulação inter institucional com os serviços de apoio comunitário nas situações sociais cuja problemática exija uma intervenção concertada. 

        2. Experiências Pré-profissionais

As experiências destinam-se a jovens acompanhados pelas equipas de educação especial da DRE, a partir dos 15 anos, que se encontrem a frequentar o 1º, 2º ou 3º ciclos.

Destinam-se a jovens com experiências de insucesso escolar, problemas de integração na comunidade escolar e/ou em risco de abandonar a escolaridade obrigatória. Também são jovens que, na sua maioria, têm como objetivo o mundo do trabalho e não o escolar, no entanto, atendendo à idade, não podem ingressar nem no mundo de trabalho, nem nos cursos de formação profissional.

O programa de experiências profissionais é desenvolvido no âmbito da medida educativa aplicada, mais especificamente, do CEI (Currículo Específico Individual), sendo no caso de EPP, complementado com o PIT (Plano Individual de Transição). As experiências Pré-Profissionais decorrem em empresas públicas ou privadas, de acordo com a área profissional escolhida pelos educandos (Ver mais… ).

        3. Formação Profissional para Pessoas com Necessidades Especiais

No Serviço Técnico de Formação Profissional (STFP), a ação dos técnicos das áreas sociais visa potenciar a aquisição e/ou reforçar competências profissionais e académicas que facilitem a integração no mercado de trabalho e a plena inclusão dos formandos.

Os Técnicos das Áreas Sociais que integram a equipa do STFP desenvolvem a sua ação com os seguintes objetivos:

  • Facultar, avaliar e orientar os candidatos para as ações formativas de acordo com as suas aptidões, interesses e motivações;
  • Colaborar no processo de qualificação académica e profissional de jovens e adultos com necessidades especiais, mediante ações específicas e viáveis, em colaboração com entidades públicas e privadas na R.A.M;
  • Proporcionar ajuda na resolução de problemas de índole social, com vista a promover o bem-estar e o sucesso no decurso das ações formativas;
  • Cooperar com a Direção Regional de Qualificação Profissional, com o Instituto de Emprego da Madeira, IP RAM, bem como com o Clube de Emprego Inclusivo, na integração profissional de jovens e adultos com deficiências e incapacidades.

        4. Gabinete de Informação Dirigido à Pessoa com Deficiência ou Sobredotação

O Gabinete de Informação Dirigido à Pessoa com Deficiência ou Sobredotação (GIDPDS) visa essencialmente:

  • Informar acerca dos direitos da pessoa com necessidades especiais e encaminhar para as respostas comunitárias existentes na R.A.M;
  • Informar sobre a legislação existente;
  • Auxiliar as pessoas com necessidades especiais, fundamentalmente nas seguintes áreas: laboral, habitacional, segurança social, saúde, entre outras;
  • Informar profissionais de diversas áreas e a comunidade em geral sobre equipamentos sociais e outras questões relacionadas com as necessidades especiais.

A equipa / onde estamos

A equipa é composta por licenciados nas áreas de Serviço Social, Segurança Social, Sociologia, Investigação Social Aplicada, Política Social e Educação social.

 Técnico  Serviço
Fernanda Gonçalves Centro de Recursos Educativos Especializados da Ponta do Sol; Centro de Atividades Ocupacionais da Ponta do Sol
Isabel Camacho Serviço Técnico de Educação Especial; Centros de Recursos Educativos Especializados de Santa Cruz e de Santana; Divisão de Apoio à Surdez e à Cegueira
Joana Nunes Centros de Recursos Educativos Especializados de Câmara de Lobos e de São Vicente
João Vasconcelos Centro de Recursos Educativos Especializados do Funchal
Melita Teixeira Centro de Recursos Educativos Especializados do Funchal
Paula Viveiros Centro de Recursos Educativos Especializados de Machico; Centro de Atividades Ocupacionais de Machico 
Paulo Silva Serviço Técnico de Formação Profissional
Pedro Lucas  Centro de Recursos Educativos Especializados do Funchal
Petra Bettencourt  Serviço Técnico de Formação Profissional
Sérgio Teixeira Serviço Técnico de Formação Profissional
Sónia Rodrigues Centro de Recursos Educativos Especializados da Ribeira Brava; Centro de Atividades Ocupacionais da Ribeira Brava
Susana Jardim Centro de Recursos Educativos Especializados do Funchal

 Protocolos e Parcerias

São estabelecidos protocolos de cooperação com entidades públicas e privadas dos vários Concelhos da Região, nos seguintes âmbitos:

 Contacto:
Isabel Camacho - Técnica Superior de Serviço Social
dar.dre@madeira-edu.pt